Uncategorized
4 de março de 2015
“Você vai virar um texto”, pensei quando ele me chamou para sair em uma segunda-feira. Sempre foi assim e, muito provavelmente, sempre será assim. Eu começo a me envolver com alguém e, na hora que eu paro para pensar, ferrou: a pessoa vira um texto. Um texto que, muito provavelmente, nunca vai ser lido. Um texto que vai ficar para sempre na memória. Mas posso te dizer uma coisa? Não queira ser só um texto. Queira ser alguém marcante. Alguém que me faça escrever mais e mais textos, só que para você ler.
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*