Animes e Mangás
8 de setembro de 2017

Fala galera, tudo certo? Comentei no último melhores do mês sobre o anime Vampire Knight e, depois de muito delongar, venho com a resenha. Se vocês querem conhecer mais sobre o anime e o mangá, continuem a ler! Ah, fiquem tranquilos! A resenha é livre de spoiler.

Sobre o anime:

Gênero: Drama, Mistério, Shoujo, Sobrenatural, Vampiros
Autor: Hino Matsuri
Direção: Kiyoko Sayama
Estudio: Studio Deen
Status do Anime: Completo
Ano: 2008
Sinopse: A história passa-se no Colégio Cross, um internato de prestígio que divide os alunos em dois grupos: A Day Class, cujos alunos são humanos e todos usam uniformes escuros, e a Night Class, constituído apenas por vampiros e todos usam uniformes claros. O objetivo do colégio é promover a convivência pacífica entre ambas as espécies. Então a principal regra para a Classe da Noite é que é proibido beber sangue humano dentro dos limites do colégio, em substituição, eles devem tomar pastilhas de sangue.

Porém a maior parte da sociedade humana [incluindo a Day Class] não sabe e não pode saber da existência de vampiros, então para guardar esse segredo e fiscalizar se a Classe da Noite está seguindo as regras, foram criados cargos de Monitores que na realidade atuam como os Guardiões do Colégio. Por serem os únicos na Day Class que sabem sobre os Vampiros, Yuuki Kurosu (Ou Cross, na versão Americana) e Zero Kiryuu ocuparam tais cargos.

Informações retiradas do site Assistindo Animes Online.

Minha opinião:

Confesso que cortei metade da sinopse para ter coisa para falar na resenha, já que a sinopse do site diz tudo o que eu tinha para falar.

Yuuki é uma jovem garota que, aos cinco anos de idade, foi salva por Kaname de um Vampiro de Nível E. No anime, os existem classificações para os vampiros. O nível E é o nível mais baixo e informa que o vampiro já foi um humano, logo ele não tem a sua consciência após certo tempo. Para manter a segurança das garota, Kaname a levou para a casa de Kaien Cross, que acabou adotando a Yuuki.

A história acontece dez anos depois, com Yuuki sendo monitora da Academia de seu pai adotivo juntamente com Zero, um jovem que é filho de caçadores de vampiros que morreram assassinados por um vampiro. Logo, os dois protegem a existência dos vampiros na Academia, que são da turma da noite.

O meu personagem favorito sem dúvidas é o Kaien (gosto do Zero, mas o Kaien ganha). De início, ele parecia ser aquele personagem secundário que não faz nada, mas depois que revelaram o segredo dele… Eu fiquei chocada. Vocês sabem o quanto eu amo personagens com segredos sobre seu passado, então não teve outra. E o jeito dele super simpático e protetor não só com a Yuuki e os vampiros, mas com toda a academia, só me fez chorar no final de Vampire Knight Guilty.

Melhores do mês de Agosto

O enredo e a história são fantásticos. Por mais que seja um shoujo não achei que a história era totalmente focada no romance. Os personagens realmente tem uma personalidade, não é aquela coisa transparente e bobinha. A história por trás de cada personagem e dos acontecimentos é muito bem contada, o que me animou bastante.

Porém, nem tudo é perfeito, não é mesmo? E tem duas coisas que me deixaram levemente (ok, muito) irritada ao ver. Primeiro é o otimismo sem fim da Yuuki. A menina estava quase morrendo, querendo recuperar a memória, todos os vampiros queriam o sangue dela e ela sorria, dizendo que estava tudo bem. Outra coisa que me irritou, mas não foi como o otimismo, foi a paz do Kaname. Está rolando a batalha final, todo mundo louco, os vampiros mostrando seus poderes para ajudar a academia  e ele anda. Passinho de tartaruga para não perder o ar de poderoso, mas que irrita profundamente. Sem contar as chances que ele perdeu de matar outras pessoas.

E aí, se interessaram em assistir o anime? Já assistiram? Me contem mais nos comentários!

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Melhores do mês
30 de agosto de 2017

Fala galera, tudo certinho com vocês? Cá estou eu com mais um meu, seu, nosso Melhores do mês! Para quem não sabe, o melhores do mês é uma postagem mensal a qual eu falo de coisas que eu li, assisti e acompanhei no mês que passou. Então vamos lá conferir as coisas do mês de agosto.

Série do mês: Gossip Girl

Eu resolvi dar uma segunda chance para Gossip Girl. Vi a primeira temporada quando eu tinha 16 anos e não gostei, então resolvi abandonar. Aí teve um fim de semana para trás que eu falei “ah, vamos dar uma segunda chance”. Acaber a segunda temporada em um fim de semana e eu não sou de maratonar assim. Nem Grey’s Anatomy eu vi tão rápido assim.

Game/App do mês: Cameringo

Quem gosta de tirar fotos vai amar este aplicativo. Infelizmente, as marcas de celular não colocam a potência total da câmera. Mas seus problemas acabaram com cameringo! Além da qualidade das fotos ser bem melhor, você tem a opção de fotografar em HD. E, se vocês acham que ele só tira foto, se enganou. Entre as opções, encontramos vídeo, Gif, Panorama, Icógnito e Planeta. Ou seja, tem muita coisa para você brincar!

Gifzinho porque eu não consegui tirar foto de todas as alternativas para comparar

Livro do mês: Pegasus

Eu comecei a ler o livro tem algumas semanas e já estou bem avançada na leitura dele, então em breve vai ter resenha aqui no blog. O livro é sobre uma garota chamada Emily que, em uma noite extremamente chuvosa, encontra um Pégaso no jardim que não tinha somente feridas da chuva, mas também feridas de uma batalha. O livro é bem bacana, principalmente se você, assim como eu, gosta de mitologia. A única coisa negativa que eu percebi são os nomes dos personagens. O prólogo nos deixa imersos na mitologia grega, porém você encontra alguns deuses gregos com os nomes romanos deles. Não sei se isso vai ser explicado mais para frente, mas isso me incomodou muito a primeira vista. Compre o livro aqui.

Imagem: Submarino

Filme do mês: Death Note

Não me xinguem nem queiram me tacar na fogueira, por favor! Sim, eu gostei do filme de Death Note e guarda essa pedra. Como eu disse, eu gostei bastante do filme, porém não como adaptação. Se você avaliar somente o filme, sem considerar o mangá e o anime, tem coisas bem legais, efeitos bem interessantes e umas coisas sem nexo. Ainda não entendi o fato que o Light, na primeira conversa que ele tem com a Mia, já mostra o Death Note para ela. Sei que tem inúmeros furos, mas essa parte foi a que mais me deu raiva.

Site do mês: Canva

Para quem não conhece, Canva é uma plataforma online para você editar praticamente o que quiser. Desde convite de casamento até arte para as redes sociais. Eu achei a plataforma incrível, principalmente para youtubers e blogueiros iniciantes que não tem tanto conhecimento de edição de imagem e não tem dinheiro para pagar um conteúdo mais profissional.

Álbum do mês: Então…

Vou ser honesta e dizer que eu não me apeguei a um álbum só neste mês, mas sim a várias músicas. Algumas delas são Malibu, da Miley Cyrus; Look What You Made Me Do, da Taylor Swift; Swish Swish, da Katy Perry; os Disney Medleys da Heather Traska e aberturas de anime hahaha. Então ficam as indicações para vocês!

Anime do mês: Vampire Knight

Terminei de ver este anime em dois dias. Sério. Eu fiquei olhando para o teto no domingo querendo chorar, mas as lágrimas não saíam. Foi tenso. Mas enfim, nós estamos aqui, segurando o choro enquanto escrevemos a postagem. O anime é sobre Yuuki, que foi salva de um ataque de vampiro por outro vampiro quando mais nova. Anos depois, a jovem é monitora na academia Cross junto com seu amigo Zero (mozão), já que são os únicos além do diretor que sabem da existência de vampiros. Em breve vou resenhar também, pois o anime tem muito, mas muito mais coisas.

Canal do YouTube do mês: Big Jack

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.