Games
23 de outubro de 2017
Fala galera, tudo certinho com vocês? Estou aqui com uma review de um jogo recente! Sim, esses dias estão lançando muitos jogos e eu pretendo aparecer com review de boa parte deles para vocês. E o jogo do post de hoje é The Evil Within 2, continuação do jogo de 2014.
Título: The Evil Within 2
Gênero: Ação, Aventura
Desenvolvedor: Tango Gameworks
Distribuidora: Bethesda Softworks
Data de lançamento: 13/out/2017
Sobre o jogo: Do mestre Shinji Mikami, The Evil Within 2 é a última evolução em terror de sobrevivência. O detetive Sebastian Castellanos perdeu tudo, mas quando ganha uma chance de salvar sua filha, ele deve descer mais uma vez ao mundo tenebroso de STEM. Ameaças assustadoras surgem de cada canto à medida que o mundo se deforma ao seu redor. Ele enfrentará de frente as adversidades com armas e armadilhas ou se esgueirará pelas sombras para sobreviver?
  • História de redenção – Volte ao pesadelo para recuperar sua vida e a de quem você ama.
  • Descubra lugares assustadores – Explore o mais longe que ousar, mas planeje com sabedoria.
  • Enfrente inimigos perturbadores – Sobreviva ao ataque de criaturas assustadoras determinadas a destroçá-lo.
  • Decida como sobreviver – Crie armadilhas, esgueire-se, corra e se esconda ou enfrente o terror com munição limitada.
  • Terror e suspense viscerais – Entre em um mundo apavorante cheio de tensão e momentos perturbadores.

Imagem: wikia

Review

Junte um personagem com problemas do passado e mundo aberto que você encontra uma Juliana feliz jogando o jogo. Brincadeiras à parte, a dinâmica de The Evil Within 2 está bem melhor que a do primeiro jogo.
Para começar, a continuação se passa três anos após os fatos do primeiro jogo. Controlamos o protagonista Sebastian, um detetive que é chamado pela organização Mobius para resgatar sua filha. Sebastian fica extremamente confuso, uma vez que Lily foi dada como morta após um incêndio.
Contrariado, o detetive acaba aceitando entrar em Union, um mundo criado pela STEM. Lutando contra monstros e pessoas loucas que querem a alma pura de Lily, Sebastian deve fazer de tudo para salvar sua filha e retornar para o mundo real.
Durante a aventura, conhecemos trabalhadores da Mobius e sabemos mais sobre a história de cada um, a história de Union e sobre a organização.
Uma das coisas que eu reparei vendo Gameplays é o fato de que Sebastian tem pouca munição. Mesmo você pegando mais e mais bolsas, a quantidade dos inimigos e a força deles aumenta, ou seja, ferrou. Se você não jogou o primeiro jogo e não sabe se pode jogar a continuação, fique tranquilo. No decorrer do jogo, vemos conflitos do passado de Sebastian e conseguimos deduzir o que aconteceu no passado, mas não é necessário jogar o primeiro para entender The Evil Within 2. Outra coisa que reparei é que o jogo lembra muito outros títulos, como The Last of Us, Resident Evil e Silent Hill.

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.