Livros
22 de setembro de 2017

Cês acharam que eu não ia postar nada hoje por causa do vídeo quarta, né nom? Mas cá estou eu com a resenha do livro Pegasus e o Fogo do Olimpo.

Autora: Kate O’Hearn

Editora: LeYa (1 de novembro de 2011)

Idioma: Português

Páginas: 290

Sinopse: Prepare-se! A guerra no Olimpo está só começando… Quando Pegasus, o mítico cavalo com asas, cai de uma grande tempestade no teto de um apartamento em NY, a vida da jovem Emily vira uma verdadeira lenda: batalhas épicas com monstros medonhos, uma busca desesperada para encontrar aliados, voos radicais sobre um belo cavalo com asas e um desafio heroico para salvar o Olimpo antes que o lugar seja destruído. Junte-se a Pegasus nesta incrível aventura!

 

Compre o livro na Amazon!

 

O livro passa é narrado em terceira pessoa e passa em Nova York. No prólogo do livro somos inseridos na guerra entre os deuses do Olimpo e os guerreiros Nirads. O Olimpo em guerra reflete em forma de uma grande tempestade que assusta os cidadães de Nove York e a protagonista Emily.

Emily é uma jovem de treze anos que perdeu a mãe recentemente por conta de um câncer. Sozinha em seu apartamento no último andar, uma vez que o pai é policial e foi convocado para ajudar no patrulhamento,  ela ouve algum barulho vindo do terraço do prédio. Seguindo o barulho, a garota encontra um Pegasus e tenta ajudá-lo a se recuperar. Só que a jovem, sem conseguir retirar a lança que se encontra no animal, recorre ao seu amigo de sala, Joel.

Pegasus fora atingido por um raio e caiu na terra juntamente com Paelen, um olimpiano que queria evitar a guerra. Porém, enquanto Pegasus caiu no terraço do prédio de Emily, Paelen caiu no chão e foi levado ao hospital. Quando o jovem acorda, surpreende muitos médicos por sua rápida recuperação e é enviado rapidamente para a UCP, que gerencia casos excepcionais.

Só que como nem tudo é incrível, os Nirads invadem Nova York, perseguindo Pegasus a fim de matá-lo. Aí você pensa que não pode ficar pior? Relaxa minha gente que fica. Além de fugir de monstros gigantes de quatro braços, eles também vão fugir da UCP, que está atrás dos companheiros.

Eu achei a narrativa do livro bem legal. Não é aquele livro chato, que você custa a ler e demora dias para acabar. Eu li tudo em cerca de dois dias e fiquei bem curiosa para ler os outros volumes. No final do livro há um pequeno mapa com pontos turísticos de Nova York, fato que eu achei bem interessante.

Porém, uma coisa me incomodou bastante. Não sei se foi erro de tradução, erro da autora, se eu perdi a explicação, mas me deixou com uma pulguinha atrás da orelha. Bem no prólogo, somos inseridos no Olimpo e alguns deuses em seus nomes gregos. Ok, o Olimpo é da mitologia grega. Só que, do nada, aparecem os nomes romanos dos deuses. Em uma cena que Emily conversa com Joel sobre os deuses, ele diz preferir o nome romano, pois tem descendência italiana e nessa parte é tranquilo. Há uma explicação. Mas esta parte de misturar os deuses com nomes romanos e gregos é levemente confuso.

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.