Livros
10 de março de 2017

Título: O Voo da Borboleta

Autora: Tina Cari (Paloma Bernardino)

ISBN: B06X99ZJRH

Ano: 2017

Páginas: 59

Idioma: português

Editora: Penalux

Sinopse: Em O Voo da Borboleta, Tina Cari narra sua história através da metáfora da borboleta. Ela conta suas transformações na fase mais complicada da vida: a adolescência. Com mensagens inspiradoras e uma escrita leve e divertida, Tina convida ao leitor a também se transformar. “A vida é uma jornada de autodescoberta e assim como a borboleta, nós temos a capacidade de nos transformar em algo ainda mais belo e livre. Passei muito tempo me sentindo como uma lagarta e então, com um pouco de esforço, tornei-me uma borboleta pronta para voar. Libertar-se é um caminho sinuoso, mas eu posso te acompanhar neste voo maravilhoso!”.

Aviso: Tina Cari é uma personagem fictícia do livro “Doutora da Alma” (Penalux, 2016).

–xx–

Fala galera, tudo certinho com vocês? Lembram que no post sobre a resenha do livro Doutora da Alma (leia aqui a resenha) eu comentei que queria ler o livro da Tina? Então, a Paloma ouviu nossas preces e lançou, via ebook na Amazon, o livro da Tina. E, como uma leitora ansiosa que eu sou, já estou aqui com a resenha do livro! Venham ver!

Capa:

Eu achei a capa da obra muito fofa. A borboleta com as asas de papel deu um ar de relatos pessoais, algo que está presente no livro de Tina/Paloma.

Sinopse:

A sinopse é bastante atrativa, principalmente para adolescentes ou pessoas que estão enfrentando mudanças na vida. Pela sinopse conseguimos ver o que nos aguarda do livro: diversão, superação e mudanças.

Enredo:

Quando eu estava lendo, não tive a impressão de estar lendo um livro. Fiquei com a impressão de estar lendo a transcrição de um conselho dado por Tina. A impressão de ler uma experiência de vida escrita do fundo da alma de alguém.

Nota final:

Tina é uma das minhas personagens favoritas em Doutora da Alma, perdendo somente para Pâmela. Ler o livro da Tina sem as interrupções da narração do Danilo em Doutora da Alma é muito bom por conta dos conselhos da garota. Todos nós já nos sentimos como uma lagarta. A fase do ovo, a fase de mudanças em nossas vidas, é realmente a mais difícil que enfrentamos. Mas, quando viramos borboletas, o voo é magnífico.

“Depois de brilhar um pouco, percebi que estava na hora. Estava na hora de juntar todos os cacos, e montar de novo aquilo que estava quebrado. Era uma nova fase. Eu estava moldada e farta de todos os socos. Então eu entrei na minha pupa, fique enrolada, aguardando, aproveitando a inércia para pensar. O que estava certo? O que estava errado? Quem seria a nova eu? A última transformação iria começar. Eu estava quase pronta para voar”

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 21 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Uncategorized
13 de janeiro de 2017

Imagem: Arquivo pessoal

Fala galera, tudo certo com todos vocês?
Sexta-feira, sua linda! Esse dia da semana tão maravilhoso que merece uma resenha de um livro tão maravilhoso quanto ela e o livro é Doutora da Alma da mineira Paloma Bernardino.

Título: Doutora da Alma
Autora: Paloma Bernardino Braga
ISBN-13: 9788558331043
ISBN-10: 8558331049
Ano: 2016 
Páginas: 212
Idioma: português 
Editora: Penalux
Sinopse: Valentina Rodrigues é a it girl do momento. Seu livro, “O Voo da Borboleta”, está no topo da lista dos mais vendidos. Por causa da sua história inspiradora, ela começa a ser chamada de “A Doutora da Alma”. Danilo Vaccari costumava ser o melhor amigo de Valentina. Eles cresceram juntos e se conheciam melhor do que ninguém. Eram inseparáveis – até que Valentina teve de se mudar para São Paulo. Os dois mantinham uma amizade à distância, mas, de repente, Valentina encerra o contato com Danilo. Só que ele sempre foi apaixonado por ela. Quando Danilo descobre que Valentina se tornou uma escritora famosa, vê a sua chance de obter respostas e declarar seus sentimentos. Enquanto lê o livro de Tina, ele tenta achar uma forma de encontrá-la. Ela, no entanto, fica cada dia mais famosa e inacessível.
Imagem: Arquivo pessoal
Capa:
A capa tem um estilo simples que lembra um quadro, fato que, depois da leitura, o leitor consegue identificar os elementos presentes nela. Achei isso bem diferente, pois vejo algumas capas com algo mais artístico e que conseguimos matar o propósito somente lendo a sinopse.
Sinopse:
A sinopse não me deixou tão atraída para ler o livro, mas eu tinha lido as 50 primeiras páginas do pdf que a Paloma me enviou e eu fiquei louca para ler a obra toda. Minha sorte é que eu fiquei bem atarefada no serviço e só consegui concluir a leitura no final de 2016 com o livro físico, o que me deixou infinitas vezes mais emocionada.
Diagramação:
Eu não gostei muito da diagramação do livro. Como eu trabalho como revisora e por causa da minha graduação, aprendi a ficar um pouco tensa ao ver linhas órfãs, viúvas, hifenização entre as páginas (uma palavra começa em uma página e termina em outra) e, infelizmente, encontrei muito na obra, o que me incomodou muito. Outra coisa que me deixou um pouco chateada também foi com a impressão, pois o rodapé está mais claro em algumas páginas e a orelha da quarta capa está mais clara que o resto da capa.
Mas fora isso, o final de capítulo contém uma borboleta na página par e eu achei este detalhe lindo, deu um estilo bem delicado à obra. A escolha de fontes e do papel foi muito bacana, pois não dá sombreado em hora nenhuma e não cansa a vista.
Narrativa:
Os erros de diagramação e impressão não tiram o mérito de que o livro foi o melhor que li em 2016. Assim que terminei de ler, enviei um áudio para a Paloma, já que eu estava chorando dentro de um ônibus.
Imagem: Arquivo pessoal
A narrativa da obra é feita em primeira pessoa com uma grande ênfase nos sentimentos de Danilo, sobre o seu passado, sobre a relação que ele tem com Valentina e sua relação com outras pessoas. Conseguimos sentir todas as emoções não só de Danilo, mas de todos os personagens do livro. Conseguimos entender o motivo de Valentina parar de falar com Danilo. Conseguimos sentir o instinto protetor de Paloma e não conseguimos sentir tanta raiva assim de Vanessa (ok, só um pouco).
Enredo:
O livro tem um enredo que vai te prender do início ao fim. Você fica curioso para saber o que aconteceu com Valentina e se o Danilo vai finalmente conseguir falar com ela. Paloma construiu um enredo digno de um romance para você entrar dentro da obra e não querer sair. Uma das coisas que mais me fascinou de longe é que Doutora da Alma é um livro incrivelmente poético, com frases maravilhosas.
O livro começa com Danilo Vaccari sabendo da mudança de sua melhor amiga, Valentina Rodrigues, para São Paulo por causa do pai que foi transferido em março de 2012. Logo após acontece uma passagem de tempo e Danilo está com sua irmã Pâmela no shopping quando observa na prateleira um livro chamado O Voo da Borboleta. No fim, Danilo não compra o livro mas ganha um caderno de anotações de sua irmã e ele usa este objeto para colocar anotações sobre seus sentimentos por Valentina.

“A simples lembrança da garota de cabelos ondulados, sorriso
torto e feições simples, faz meu coração bater mais rápido. Eu deveria
tê-la beijado. Eu deveria ter socado a cara de um garoto que
deu um fora nela quando estávamos no primeiro ano do ensino
médio. Eu deveria ter feito muitas coisas, mas não fiz. Sempre
pensei que a teria, só que a vida me deu um tapa na cara” (p. 18)

Porém, ao ver a amiga na televisão, Pâmela chama Danilo e ele tem a descoberta de que seu amor é Tina Cari, a autora de O Voo da Borboleta. Para tentar compreender a ausência de Valentina em sua vida, ele compra o livro e fica fascinado ao ler mais sobre Valentina. 

“Depois de brilhar um pouco, percebi que estava na hora. Estava na hora de juntar todos os cacos, e montar de novo aquilo que estava quebrado. Era uma nova fase. Eu estava moldada e farta de todos os socos. Então eu entrei na minha pupa, fique enrolada, aguardando, aproveitando a inércia para pensar. O que estava certo? O que estava errado? Quem seria a nova eu? A última transformação iria começar. Eu estava quase pronta para voar” (p. 110)

Então Danilo começa uma busca por Valentina, fazendo um “quadro de suspeitos” para ajudá-lo a mapear o que aconteceu para Valentina não querer mais conversar com ele e cortar contato.
Nota final:
Parafraseando Mike Wasawski, leia este livro agora se não o bicho pega! Hahaha.
O livro me cativou do começo ao fim com suas frases lindas, história envolvente, passado dos personagens (amo histórias que focam no passado dos personagens), uma curiosidade que desperta no leitor e, quando você termina de ler, fica querendo o segundo volume da obra (ou manda áudio chorando para a autora hahaha).

“Como eu não posso acreditar em destino e em acaso com
tudo o que aconteceu no últimos anos? Valentina indo embora. Eu
tentando, sem sucesso, encontrá-la. Isso é destino. O nosso encontro
no metrô… aquilo foi acaso. Será que o nosso final será por destino
ou por acaso? Ou ambos, como foi no filme? Filmes têm finais
felizes… eu quero acreditar que a vida real também” (p. 155)

Imagem: Arquivo pessoal
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 21 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.