Melhores do mês
6 de janeiro de 2017
E chegamos mais uma vez com aquele post que não teve em novembro, mas tem em dezembro. Eu fiquei com muitas saudades dessa postagem pois eu faço um remember de tudo o que rolou no mês e o melhores do ano é melhor ainda, pois o remember é maior.
Esse ano teve muita coisa boa, muita novidade e muita coisa incrível nas novas mídias e vou aqui contar para vocês o que ganhou no meu ano de 2016. Se vocês gostaram de alguma coisa ou não gostaram me falem que eu adoro quando vocês comentam sobre as coisas do blog.
Série do ano: Stranger Things
Stranger Things é uma série da linda, maravilhosa, incrível, irreverente, segura de si, Netflix. O enredo é focado no desaparecimento misterioso de Will, que começa a encadear um tanto de acontecimentos estranhos na cidade de Hawkins. Os amigos do garoto Mike, Lucas e Dustin começam a investigar paralelamente à polícia e encontram uma garota com poderes chamada Eleven. A trama é fantástica e eu garanto que vocês vão acabar de ver a série querendo a segunda temporada.
Imagem: Netflix


Game/App do ano: Pokémon GO
Um jogo que, assim que saiu foi a maior febre. Todo mundo baixou e começou a jogar no ônibus indo para o serviço, indo para casa, começou a disputar batalhas, o aplicativo deu o que falar nas primeiras três semanas de lançamento e hoje poucas pessoas jogam. Felizmente, eu sou uma dessas poucas pessoas. Pokémon GO é um jogo de realidade aumentada que você tem que sair atrás de muitos Pokémons e completar a sua Pokedéx. Já tenho mais de 100 monstrinhos, e vocês?
Imagem: Redbull


Livro do ano: Doutora da Alma (autora: Paloma Bernardino)
Quando uma amiga nossa anuncia que vai lançar um livro, você já fica na expectativa. Aí você lê o livro e vê algo tão poético, tão bonito que fica até sem reação ao le e para falar sobre ele. O enredo é narrado por Danilo Vaccari e mostra a amizade que ele tinha com Valentina Rodrigues. Porém a garota tem que mudar para São Paulo e eles perdem o contato até que Danilo, um ano depois, reencontra Valentina em um programa de televisão para falar sobre seu best-seller O Voo da Borboleta. O romance é muito bonito, cheio de metáforas e gera uma expectativa muito grande no leitor. Em breve vai sair resenha aqui no blog e falarei mais sobre o livro.
Imagem: Arquivo pessoal

Filme do ano: Capitão América – Guerra Civil
Não é o novo filme do Star Wars porque eu não fui ver ainda hahaha. Mas é filme de heróis porque meu lado nerd dominou os cinemas de Belo Horizonte para ver filmes baseados em HQ e mais geeks. Guerra Civil é aquele filme que me fez querer chorar, querer brigar com todo mundo no cinema (colegxs, vocês não precisam gritar feito loucxs toda cena que aparece o Chris Evans), querer ver de novo umas trezentas vezes (acho que eu vi só mais 299 vezes depois) e me deu uma expectativa gigante para o filme do Homem Aranha com o Asa Butterfield. 
Imagem: Pipoca e Nanquim
Site do ano: Love is Colorful
Eu gosto MUITO do blog da Bá Nassar, ela é uma fofa e tem um blog fantástico. Se você quer dicas de viagem, blog, produtos, looks e entre outras coisas acessem o blog dela porque vai ter tudo e mais um pouco do que você precisa!

Imagem: Blog Love is Colorful

Álbum do ano que vai ser artista do ano: Christina Grimmie

Eu já tinha conhecido os covers da Grimmie tem muito tempo e parei de ouvir com o tempo, mas em dezembro eu ouvi quase todas as músicas dela. Infelizmente a Christina foi assassinada em junho de 2016, mas sua música e seu legado vão ficar para sempre.

Anime do ano: Orange
Se não fosse essa belezinha seria qual anime meu povo? Não foi nem um pouco difícil escolher o anime do ano em 2016, já que Orange ganhou o meu coração em 2016 e provavelmente vai ganhar em 2017 também (ou não, me indiquem animes). A história desse anime é incrível, o mangá é perfeito e tenho certeza que vocês vão gostar.

Imagem: Site Farol Cultural

Canal do YouTube do ano: PenseGeek

No canal PenseGeek, as Satty comenta sobre coisas da vida dela, responde os fãs, faz vídeos de Game Plays e muitas outras coisas. Tem muito vídeo para se divertir e rir, mas também tem muitos vídeos sérios de assuntos que muitas vezes não são tão comentados quanto deveriam.

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Dicas
19 de dezembro de 2016
Fala galera, tudo certo com vocês?
Segundona bolada mais uma vez com o ano já na sua reta final (por favor, não aguento 2016 mais) e estou aqui com uma indicação incrível para vocês.
Uma das minhas metas de 2016 foi profissionalizar mais o blog e, para isso, eu percebi a necessidade de tirar fotos mais profissionais e elaborar vídeos de maior qualidade. Acredito que todo blogueiro, blogueira e YouTuber passa por isso em algum momento e eu senti essa necessidade. Mas aí vem um detalhe: uma câmera semiprofissional de boa qualidade é mais ou menos R$ 1.000,00 no Mercado Livre (olhei Canon, Sony e Fujifilm, todas elas com a mesma faixa de preço).
Só que, procurando na Play Store, essa maravilha da nossa vida, encontrei dois aplicativos que estão salvando minha vida, enchendo meu coração de orgulho e fazendo meu bolso comemorar: Câmera FV-5 e Cinema FV-5, o primeiro é responsável por fotografar e o último por filmar.
A câmera é extremamente profissional, você consegue ajustar tudo nela: foco, exposição, controle de branco, saturação e muitas outras coisas somente na versão gratuita do aplicativo. E esses efeitos dão muita diferença na fotografia, veja o exemplo com uma foto da minha câmera do celular e o aplicativo. Lembrando que eu não editei e nem brinquei com o aplicativo antes de fotografar, eu baixei, mirei na tela do computador e bati a foto.

Nas próximas fotos eu mexi um pouco no foco, esses são só três modelos diferentes de foco (tem outros no aplicativo) para mostrar a diferença entre eles. Utilizei o foco automático, o macro e o infinito.

O aplicativo tem muitas funcionalidades e vão melhorar suas fotos em 90%. Se eu, que não sei tirar foto direito, vi que fez muita diferença, para quem sabe todas as técnicas de fotografia deve ser um prato cheio (e o melhor: gratuito).
O Cinema FV-5 é a versão filmadora do Câmera FV-5 e inclui as mesmas técnicas do aplicativo de fotos com itens da gravação de vídeo, que são a resolução do vídeo (ele filma em HD e em FullHD, mas o FullHD é para a versão paga), o vídeo começa somente com foco (tem a opção de começar sem focar, mas eu prefiro focar de uma vez), a captura do áudio e outros detalhes. Infelizmente não consegui mostrar para vocês o resultado da filmagem, mas eu vou fazer um vlog um dia desses e utilizar esse aplicativo.
E vocês, conheciam esses aplicativos? Usam algum deles?
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Uncategorized
16 de novembro de 2016
Imagem: Site Suco de manga
Fala galera, tudo certo?
Estou aqui para trazer mais uma indicação de jogos para vocês e, desta vez, um jogo mobile bem viciante que está tomando conta de meus dias cada vez mais, que é Clash Royale! O jogo, criado pelos mesmos desenvolvedores de Clash of Clans é um jogo multijogador em tempo real que conta com os personagens do Clash of Clans e novos personagens.
Eu não conheço Clash of Clans, nunca joguei, mas, de tanto meu primo falar de Clash Royale, acabei baixando no começo do ano e gostei bastante do jogo. O objetivo é você montar seu deck de cartas de tropas, feitiços e construções para derrubar as torres do adversário ao mesmo tempo que defende as suas. Quando você ganha, você consegue mais troféus para desbloquear novas arenas e também ganha baús, que desbloqueiam novas cartas e dão dinheiros e gemas
Além disso, o jogo tem a funcionalidade de montar ou entrar para um clã, para compartilhar partidas e trocar cartas, além de socializar com a galera e pegar algumas dicas de decks. Outra coisa bem interessante é a TV Royale, a qual você fica um bom tempo vendo partidas de jogadores do mundo todo e agora tem também os torneios, que são mais chances para você ganhar mais cartas e mais ouro.
O jogo é gratuito para jogar, porém há funcionalidades que são conseguidas com dinheiro de verdade, então cuidado. 

E você? Já conhecia o jogo? Qual estratégia você usa? Vamos trocar ideias de decks!
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Uncategorized
12 de setembro de 2016

Fala galera, tudo certo?
Quem me conhece sabe que eu amo jogos, seriados, filmes e livros com uma temática de investigação, mistério, escape e crime, correto?
Já tem um bom tempo que eu conheço os jogos da Haiku faz um tempinho e eles são muito bons, pois tem uma cacetada de puzzles para você resolver e avançar no jogo, além de mistérios que vão dos mais complexos aos mais “tranquilos”. E, nessa minha vibe de baixar todos os jogos, testar e fazer resenha, eu separei cinco dos jogos mobile da Haiku que eu mais gostei de jogar e os motivos.
Os aplicativos são gratuitos para Android e iOS e não necessitam de internet.

#5 – Time Library

Em Time Library, você comanda a jovem Alice, que junto com Hiro, acabam viajando no tempo ao irem para uma biblioteca e selecionarem um livro. A temática do jogo é interessante, porém a Haiku colocou algumas coisas de alquimia e química e EU SOU DE HUMANAS, CACETE. Por causa disso eu acabei desinstalando o jogo sem acabar as charadas do jogo inteiro.

#4 – Cult Mystery

Em Cult Mystery, a sua melhor amiga desapareceu pois ia sair com um cara misterioso da internet. Todas as pistas levam para um culto secreto e você vai ter que investigar as coisas que acontecem de errado no lugar.

#3 – Murder Manor

Murder Manor foi o primeiro jogo de Adventure Escape que eu joguei e você controla uma detetive que teve o carro estragado na porta de uma mansão e acaba ficando para o jantar e tendo que resolver um caso de assassinato. É bem a vibe: pode ficar, mas prende o assassino antes.

#2 – Asylum

Em Asylum a protagonista é diferente. Ela está presa em um hospital psiquiátrico e sem parte da memória e você vai ajudá-la a sair do lugar e a recuperar a memória. A história do jogo é linda, faz você segurar as lágrimas no final e faz o jogo ser mais incrível ainda.

#1 – Framed

O vencedor é o jogo mais recente da franquia, você comanda Kate mais uma vez para resolver um caso de assassinato. A Haiku melhorou os gráficos dela, estão mais realistas e colocou uma trama totalmente envolvente e ótima para você passar boa parte do dia jogando.
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Uncategorized
1 de setembro de 2016
Finalmente agosto acabou! Sério, esse mês durou um ano, estava quase usando branco hoje meia-noite. E nem o meu computador aguentava mais, eu fiquei esses dois dias sem post pois o computador estava instalando uma atualização eterna e só resolveu funcionar ontem, o dia que estou escrevendo essa postagem. 
E como é de lei todo fim de mês o melhores do mês, chegamos a mais uma postagem com as melhores coisas que eu acompanhei nesse mês de agosto, lembrando que geralmente vocês não vão ver coisas inéditas aqui, pois eu posso gostar mais de uma coisa lançada em 1900 do que uma lançada ontem.

Série do mês: Stranger Things

Vamos ser suspeitas por só ter visto essa série? Vamos hahaha. Mas eu acho que, mesmo se eu tivesse assistido outras séries eu não teria ficado tão fascinada como quanto eu fiquei com Stranger Things. A série mistura ficção com fantasia com drama com terror com suspense e o resultado é essa série fantástica, que você consegue assistir em um dia. Então aproveite o feriado chegando e mude para o sofá de sua sala para assistir Stranger Things.

Game/App do mês: Pokémon Go
Outro que nem teve concorrência. Passei por um bom tempo sem sair de casa por vontade própria e quando minha mãe me viu saindo de casa para caçar Pokémon ela riu e ficou feliz. O jogo é muito extenso e tem uma jogabilidade interativa que te deixa dentro do jogo. Se você não jogou, saiba que eu recomendo.

Livro do mês: Romeu e Julieta em Quadrinhos


Eu já amo as obras do Shakespeare no normal. Acho a narrativa dele muito incrível e as edições dos livros dele são impecáveis, eu nunca vi uma edição que eu odiasse. Fiquei sabendo que a Editora Nemo iria fazer uma coleção só com obras do Shakespeare em quadrinhos eu procurei em muitos lugares para vender e, depois de ler muitos “esgotados”, acabei achando disponível na Saraiva e comprei.
Filme do mês: Amor a toda prova

Vai ter filme velho sendo indicado? Vai. Vi muitos filmes esse mês, nas minhas madrugadas em claro, mas, no final das contas, quem ganhou o título de melhor filme de agosto foi para Amor a toda prova, um filme de comédia romântica que é ótimo para assistir mais com os amigos em uma tarde com um balde de pipoca.

Site do mês: Vinte e uma primaveras


O site Vinte e uma primaveras é um site de uma colega minha que eu conheci em um grupo de blogueiras no Facebook, o Blogueiras Ever. No blog, a Lydianne posta textos sobre o cotidiano, tags e muitas outras coisas. Vale muito a pena conferir.
Álbum do mês: Hydra, da banda Within’ Temptation

Mais uma coisa velha haha. Acho que esse vai ser o Melhores do Mês da velhice, pois eu estou indicando algumas coisas mais antiguinhas do que o costume, mas foi o que eu ouvi e esse álbum me faz ter várias ideias diferentes e é a minha trilha sonora para ir ao serviço haha.
Anime do mês: Kamisama Hajimemashita
Eu fiquei completamente apaixonada por esse anime no ano passado e, recentemente, lançou um novo OVA que está destruidor de sentimentos, me fez chorar com tanta coisa linda e estou louca para ler todos os mangás logo. (Nesse momento, estou abrindo uma aba na Saraiva para procurar os mangás para comprar).
Canal do YouTube do mês: RaoTV



Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.