Uncategorized
26 de abril de 2015
Fala galerinha bacana, tudo certo com vocês nessa tarde de domingo? 
Eu não sabia qual tag trazer para vocês hoje. Então segui o embalo do post de ontem sobre o My Everything (se você não leu, clique aqui e dê uma olhadinha) e pesquisei se havia uma book tag com músicas da Ariana Grande e a resposta foi SIM, EXISTE UMA BOOK TAG! Ela foi retirada do blog No Fundo da Estante, o vídeo está aqui e deem uma passada lá após a ler o post.
Eu me diverti bastante respondendo as perguntas, sintam-se livres para levarem a tag para a frente e me mandem os links, quero ler as respostas de vocês!
1 – Problem: Um livro que não faria falta nenhuma.
E. L. James – Cinquenta Tons de Cinza
Pelo pouco que eu folheei, nada me atraiu nem me despertou curiosidade em ler, então não faria/fará falta.
2 – Why Try: Um livro que você tenha uma relação de amor e ódio.
Veronica Roth – Convergente 
Tem dias que eu amo o livro e dias que eu o odeio por causa do final. Mas sempre que eu to tranquila com a vida, eu amo o final, acho perfeito.
3 – Break Free: Um livro que todos te recomendaram e você jurou que não iria ler, mas agora vai dar uma chance.
Lauren Kate – Tormenta
Honestamente? Não gostei nem um pouco de Fallen. A Luce me deu nojo e raiva por ser sonsa. Mas, como vai chegar o filme, quero soltar spoilers na sala de cinema (eu consigo ser uma fdp quando quero he)
4- Break Your Heart Right Back: um livro que estava indo muito bem, mas depois arrasou sue coração.
Rick Riordan – A Maldição do Titã
HAHAHAHA NÃO COLOQUEI CONVERGENTE TOMA ESSA. Mas a verdade é que A Maldição do Titã é meu livro favorito da série Percy Jackson e cara, o livro todo rolou tudo bacana até os últimos momentos. Cara… Tio Rick, você tem coração?
5- Love me Harder: Uma série que começou mal, porém você ainda tem esperanças.
John Green – Quem é Você, Alasca?
Não me desaponte João Verde.
6- My Everything: Um livro que você ama, mas está se distanciando. 
Pitacus Lore – Os Legados de Lorien (série)
Dói no fundo do meu coração colocar LdL aqui, mas é a verdade. Desanimei quando falaram que iria ter mais um livro e cara… Não é necessário. Por mais que eu goste da saga e tudo mais, acho que o sexto livro (que será lançado esse ano) poderia ser o último por não ter mais o que ser narrado no livro (ai daqui a um ano chega o último livro com uma coisa surpreendente e eu pago língua por ter colocado a saga aqui).
7 – Only 1: Um livro que é tão bom, mas você não pode dar atenção só para ele.
Cassandra Clare – Cidade dos Ossos
Nunca li o livro todo, mas eu gostei demais do pouco que li, mas parei para ler um outro livro que não me recordo qual.
8 – Baby I: Um livro que você acha muito bom, mas não sabe explicar para as pessoas porquê.
C. S. Lewis – As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian
Simplesmente não sei o que falar, só sentir.
9 – Right There: Um livro que todos falam mal, mas é sua cara.
J. K. Rowling – Harry Potter e O Prisioneiro de Azkaban
Primeiro eu sei que vocês devem estar se imaginando o que Harry Potter está fazendo aqui. Simplesmente porque eu vejo muita gente falando que Prisioneiro de Azkaban é o pior livro e é por isso que ele está aqui. E digo mais: para mim, é o melhor livro.
10 – Lovin’ It: Um livro que você sabe que é ruim, mas você gosta.
Não pensei em nenhum, até porque minha tendência quando o livro é ruim e não me atrai, é largá-lo.
Eternamente.
11 – Piano: Um livro alegre.
Jim Benton – Querido Diário Otário: É melhor fingir que isso nunca aconteceu
Quando eu li esse livro achei que era uma coisa bem ruim, mas a narrativa do Jim me surpreendeu quando ele escrever um livro super divertido e engraçado. Eu não conseguiria imaginar um outro livro se não esse para um livro alegre.
12 – The Way: Um livro que você releria durante toda sua vida.
Rick Riordan – O Último Olimpiano
Sou uma babaca por ter lido esse livro cinco vezes e ter chorado nas cinco vezes? E, se eu lesse mais cinco, choraria de novo pois, apesar das mortes, esse livro é vida, é amor <3
13- You’ll Never Know: Um livro que tinha tudo para ser bom, mas foi ruim.
L. J. Smith – Diários do Vampiro (saga)
Fui confiante que era parecido com a série, que era cheio de ação e tudo mais e cara… Detestei. A narrativa da L. J. e as infinitas mortes de Elena não me convenceram a continuar.
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*