Bem vindos ao meu cantinho!

Meu nome é Juliana Lemos Piquerotti (ou Ju, Juki, Jully e Juba), mineira e canceriana, com 20 anos nas costas e muita coisa na cabeça. Leio desde pequena (não falo desde quando eu era menor, pois uma pessoa que tem 1.57 não cresceu tanto assim), apaixonada por filmes e seriados que não vive sem música. Atualmente está voltando a se apaixonar por mangás e animes, coisas que abandonou aos poucos.

Fui diagnosticada com Esclerose Múltipla aos 16 anos, encarou muitos altos e baixos (e internações) até aprender a controlar a doença, superando tudo (!!!) o que está na cabeça.

Atualmente está cursando Letras em uma universidade federal e pretende seguir carreira no ramo de escritora e/ou editora, o que for mais agradável para mim.

Escrevo sobre tudo o que me vem à cabeça. Sejam besteiras, textos compridos, simples citações, de uma coisa eu tenho certeza: preciso colocar para fora o que eu sinto. E é por  causa dessa necessidade que criei o Loucuras ao vento, para deixar que o vento leve tudo o que está em minha mente.

O nome “Loucuras ao Vento” foi um nome que eu coloquei em 2009 se não me engano e meio que vai ficar marcado em mim, não por ter um mega conteúdo filosófico com frases bonitas e tudo mais, mas por ser uma frase que marcou minhas “aventuras no mundo da escrita”. Escolhi esse nome porque eu era/sou muito tímida, e sempre que eu escrevia um texto ou uma música eu tinha certeza que apenas eu e o vento leriam. E, quando eu falava com alguém sobre uma ideia, as pessoas falavam “mas que loucura”. Então bang, loucuras ao vento.

Aventuro a postar contos, crônicas e trechos de autoria própria, mas vocês também podem conferir algumas fotografias, resenhas e postagens com surtos aleatórios sobre a vida.