Uncategorized
26 de junho de 2015

Sete anos e muita coisa mudou. Sete anos e é estranho ver uma pessoa que esteve ao seu lado sempre se tornar uma conhecida. E são nesses momentos que você para e pensa em todos os momentos e pensa que você não sabia que as coisas iriam desandar daquela. maneira. Você pensa em como se conheceram e, no decorrer de flashbacks e lembranças, você se pergunta: onde foi que eu errei? Não era para acontecer nada disso e hoje, infelizmente as coisas deram errado. Por quê? Até chegar a conclusão de que você não tem nada a ver com as escolhas de outra pessoa. Se a outra pessoa se afastou, o problema é dela. E se você, caro leitor que está do outro lado da tela do computador, também está passando por isso, vou te dar um incrível conselho: levante-se e pare. Mentalize aquele ser e diga: vai tomar no cu, seu filho da puta! E agora um outro conselho: valorize somente aquelas pessoas que te valorizam. Aquelas pessoas que você pode contar com elas quando está doente, passando mal ou depois de ganhar na loteria. Pessoas assim são raras.
E eu sempre fui fã de raridades.

Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*