Uncategorized
21 de abril de 2015
Sinopse: Olive (Emma Stone) era aquele tipo de estudante cuja presença não era notada por ninguém, além de sua melhor amiga Rhiannon (Alyson Michalka). Quando ela a convida para passar um fim de semana acampando, Olive dá como desculpa que irá se encontrar com alguém. Na segunda seguinte Rhiannon lhe pergunta como foi o encontro e, para manter a história, Olive diz que perdeu a virgindade com ele. A notícia é ouvida por Marianne (Amanda Bynes), a crente da escola, que logo a espalha para os demais alunos. A situação altera o modo como as pessoas olham para Olive, o que faz com que ela se sinta dividida: ao mesmo tempo em que se sente mal por olharem para ela graças a uma mentira, ela gosta de enfim receber a atenção das pessoas. A situação potencializa ainda mais quando ela aceita a proposta feita por Brandon (Dan Byrd), seu amigo gay, de que finjam ter relações sexuais durante uma festa onde todos da escola estejam presentes. Desta forma Brandon passa a ser visto como heterossexual, deixando de ser perseguido, e Olive assume de vez a figura de vadia da escola. Só que ela não podia imaginar até onde sua fama iria levá-la.
-xx-
Fala galera, tudo certo?
Teve uma noite há uns dias atrás que eu não conseguia dormir e fiquei fazendo uma maratona de filmes e um desses filmes que eu assisti foi Easy A (“A Mentira”, em português) e é um dos filmes que eu mais gosto, motivo pelo qual estou aqui fazendo essa resenha para vocês.
A comédia se passa na cidade de Ojai, nos Estados Unidos, e começa com Olive comentando sobre seu passado “anônimo”, fazendo com que você pense que é um cliché americano que a garota invisível se torna popular e o caralho a quatro, mas não é assim que a história acontece. 
Olive é uma garota do Ensino Médio que não é popular e, enquanto conversa com sua amiga Rhiannon, é convidada para passar um fim de semana acampando com ela. Porém, ao recordar da última vez que saiu com a família de Rhiannon, Olive inventa uma mentira, dizendo que tem um encontro com um amigo de seu irmão, que está na faculdade, só que, na verdade, o fim de semana de Olive se resumiu em fazer coisas aleatórias ao som de Pocketfull of Sunshine, da Natasha Bedingfield. Ao chegar na escola, Rhiannon e Olive conversam sobre o “encontro” no banheiro e, quando Olive diz que perdeu a virgindade, Marianne sai do banheiro. O que Olive não imaginava é que, em poucos segundos, o boato de que Olive havia perdido a virgindade se espalhou pela escola e, como todo boato de escola, é aumentado.
Após chamar uma colega de vadia, Olive parou na detenção e enquanto cumpre punição com um amigo que entrou em uma briga por conta de ser gay, Brandon. Em uma conversa com Brandon, sugere que o amigo deveria fingir ser hétero para que as pessoas parem de irritá-lo e confessa que não perdeu a virgindade.
Duas horas depois, Brandon aparece na casa de Olive fazendo uma proposta para a garota: quer que ela finja que teve uma relação com ele, pois, dessa forma, os dois teriam reações positivas: Brandon não entraria mais em brigas e Olive continuaria com a sua reputação. Porém a situação ficou muito maior, mais pessoas pediram favores a Olive e, por não saber dizer não, a garota acaba aceitando, sem saber como e quando parar.
Se eu pudesse definir Easy A em uma palavra, seria divertido. O filme é mais comédia do que romance (o romance só aparece no final), cheio de referências de filmes, livros e de atores que não deixam o filme cansativo. Super recomendo para assistir comendo brigadeiro debaixo do cobertor em uma tarde fria ou para assistir com as amigas em uma festa do pijama.
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Dryh Meira

    21 de abril de 2015

    Oiee ^^
    Aaah, eu adoro esse filme! Na primeira vez que assisti fiquei viciada em "Pocketfull of Sunshine", mas já ouvi a música tantas vezes que não aguento mais. Se não me engano, já assisti Olive contar sua história quatro vezes, e logo assistirei mais uma vez, pois o filme é mesmo incrível, e muito divertido.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  2. Amanda Valverde

    21 de abril de 2015

    Nossa, o filme parece ser bom. Eu sou meio ruim pra achar algo engraçado ou divertido husahushasha mas vou tentar…vai que né…

  3. Lilian Farias

    22 de abril de 2015

    Oi. Valeu pela dica, se tivesse com insônia, num dia de bobeira, sem nada para fazer, possivelmente veria o filme. não o conhecia e vou anotar a dica.
    http://www.poesianaalma.com.br/

  4. Aline – Literalizando Sonhos

    22 de abril de 2015

    Olá!
    Não conhecia o filme, não é o tipo que me agrada, mas talvez para um domingo à tarde, ou um momento de insônia, seja divertido assistir. Dica anotada!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

  5. Giovana Soares

    25 de abril de 2015

    Oii, tudo bem?
    Eu adorei a sinopse e a resenha, porém eu não sei se veria o filme, ultimamente não estou com muita paciência para filmes que não sejam de ação rsrs, mas vou anotar a dica para um futuro próximo 🙂

    http://www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br