Todos os posts sobre Originais

Originais
27 de Abril de 2014

 

Chega junto aqui, rapidinho. Eu quero ter você aqui do meu lado por algum momento, é pedir muito? Um simples carinho, um simples beijo, ou um simples gesto de amor. Sei que as memórias que eu tenho podem não ser as mesmas que você tem. Ora bolas, claro que não são! Eu fico fantasiando demais com algo que jamais aconteceu. Ou então fico pensando no que aconteceria se eu tivesse dito ou escrito algo de uma forma totalmente diferente. Nossa situação ia continuar na mesma estaca “zero a zero” ou “não olhe para mim agora, eu estou olhando para você nesse exato momento” ou iria mudar para algo mais “eu estou olhando para você e adoro quando você descia o olhar”? Vou ficar pensando nisso nesse momento antes de dormir… Neste momento que tenho para refletir sobre o que poderia ter acontecido… Ou refletir em algo que nunca vai mudar.
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Originais
26 de Abril de 2014

Imagem: Tumblr

Acredito que um abraço é capaz de curar todas as cicatrizes feitas com o tempo, portanto me abrace. Mas não me abrace só por abraçar, me abrace com vontade, como se nunca mais fosse me soltar, como se nunca fosse me deixar ir. Vamos nos prender a esse momento por um bom tempo, até que eu me sinta renovada. Esse é o propósito desse ato de carinho e afeto, não? Demonstrar companheirismo, ajudar a renovar as forças unindo-as, ser um carinho a mais, demonstrar cumplicidade e o maior sentimento de todos: o amor. Um abraço dado com amor não cura só as cicatrizes, como também nos prepara para boa parte da vida. Um abraço dado com amor, ainda mais amor de amigos, é a melhor sensação da vida.
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Originais
23 de junho de 2013

Imagem: Tumblr

Tempo, tempo, tempo
Por que és tão lento?
Enquanto estou aqui, sentada
Vendo-te passar em uma calmaria sem fim
Tempo, tempo, tempo
O que tens contra mim?
Enquanto estou aqui, sentada
Sinto que ri de mim
Enquanto os outros pensam que na aula estou atenta
Na verdade, esse poema eu escrevo
Algumas palavras ao vento
Tempo, tempo, tempo
Deixe de ser filho da puta
E façam esses 37 minutos passarem rápido.
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Originais
17 de junho de 2013

Imagem: Tumblr

O tempo é traiçoeiro, disso eu tenho certeza. Em uma hora você está bem e em outra hora você desaba. Mas isso te faz mais forte. Esse não vai ser mais um texto “sou uma pobre coitada que não faz porra nenhuma e reclama da vida”. Não vou falar do “tempo que me fortaleceu após uma desilusão amorosa” ou coisa do tipo. Vou contar de um caso que aconteceu comigo no final de 2011. Fiquei com um problema na visão, que me fez fazer uma ressonância magnética. Quando fui no médico para ver o que eu tinha, me senti em um filme onde o cara fala “você tem poucos dias de vida”. Ele olhou para os resultados e me olhou. Em seguida, fechou a pasta, retirou os óculos e falou “Olha, eu sou neurocirurgião e você tem alguma coisa”. Não ouvi mais nada após isso, minha mãe teve que me contar tudo após a consulta. Fiquei em choque, a primeira coisa que pensei foi “Fodeu, eu vou morrer”. Eu estava com uma doença que mal sabia como adquiri (até hoje não sei) e mal sabia como ia ser. Eu tenho esclerose múltipla, e acho que é a primeira vez que escrevo abertamente sobre isso. Passei por muita coisa após isso. Depois do problema da visão tive mais surtos e, a cada surto, um novo desespero, um novo choro que engoli para mostrar que sou forte. Mas hoje me pergunto para quê eu fiz isso? Aposto que se eu pudesse conversar com a Juliana dessa época e tentasse convencê-la de que tudo ia ficar bem, não ia dar certo, eu ia continuar desesperada do mesmo jeito. Hoje, fazem aproximadamente 30 semanas que estou tomando o medicamento e confesso que nem lembro às vezes, apenas me recordo quando eu vejo o meu kit de primeiros socorros e a injeção na mesa da sala. Hoje eu sei que tudo está bem e que tudo vai ficar bem. E se aparecerem mais barreiras pelo caminho, sei que Deus vai me ajudar a enfrentá-las.

 

Now I’m a warrior, 
I’m stronger than I’ve ever been
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.
Originais
16 de junho de 2013

Imagem: Giphy

O que você fez para ficar na minha mente? Só não passo cada minuto, a cada dia, a cada hora pensando em você porque é obsessão, mas sempre quando vou dormir penso em seus olhos, os seus lindos olhos que me fazem querer que você seja meu. É aquele frio na barriga quando eu te vejo, é uma ponta de ciúmes quando alguma outra menina conversa contigo, é uma mistura de sensações. E quando você vai falar comigo? Céus, você não sabe como eu fico com medo de gaguejar e acabar falando uma coisa que não devia. Porém, podemos ficar assim dia e noite, porque não vou falar. Prefiro meu orgulho do que um não. E eu sei que me arrependerei disso. Muito.
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.