Uncategorized
7 de outubro de 2016
Fonte: pexels.com

Sábado passado ouvi uma frase que ficou matutando em minha cabeça por algum tempo. A frase é a seguinte indagação: “O que te impede de viver o seu sonho?”. Fiquei pensando em muitas e muitas coisas e cheguei a conclusão que nada me impede de viver o meu sonho. “Ah, e o dinheiro?”, “Eu não tenho tempo”, “Eu não sei fazer essa coisa”. Tudo isso não passam de desculpas que você coloca em sua frente para justificar de certa forma o motivo ao qual você não seguiu atrás de seu sonho. São esses empecilhos que tornam a caminhada até seu sonho mais real e deixam seu sonho mais desejado. Já pensou se você tivesse o dinheiro, o tempo e soubesse fazer tudo? Qual graça que teria alcançar seu sonho, sendo que seria muito fácil?

“Ah, mas eu tenho medo”.
Essa frase ficou na minha cabeça também. Entre as mil e uma coisas que me faltam e que eu tenho que alcançar, uma delas é coragem. Mas do que eu tenho medo? 
Nem eu sei do que tenho medo. Talvez eu não tenha medo na verdade, mas sim receio. Se eu alcançar o meu sonho, o que vou fazer depois? Já alcancei, o que tem mais para fazer?
E aí lembro de um diálogo do filme Enrolados da Disney. Nas cenas finais, quando Rapunzel encontra as lanternas, e pergunta o que vai fazer depois de alcançar um sonho e Flynn/José responde que é a melhor parte e diz para Rapunzel procurar um novo sonho. E é a mais pura verdade. Ao mesmo tempo que você tem um sonho, já tem outros matutando em sua cabeça. Talvez eles não estejam com tanta força, mas eles estão lá.
Passe pelos obstáculos e siga seus sonhos. O caminho vale a pena e deixa o final melhor. 
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Gaby Dahmer

    8 de outubro de 2016

    O que me impede sou eu mesma, na maior parte do tempo. Sou a maior vilã da minha própria história.

    A parte do filme Enrolados, lembro que quando assisti, eu fiquei tipo: "mas poxa, não é que é verdade mesmo?", "nunca parei pra pensar dessa forma" e "o que me impede agora"?

    No momento, eu mesma e a comodidade, a tal zona de conforto. Ainda mais por eu já ter passado por muitos perrengues, fico bem medrosa quanto a sair dessa zona e ir atrás dos meus sonhos de novo. Embora, com o blog eu esteja dando vários passos a frente, ainda tenho que melhorar.

    Amei o texto!

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    • Loucuras ao Vento

      13 de outubro de 2016

      Olá!
      Primeiramente, te acho uma fofa, você comenta em todos os posts e quero te colocar em um potinho <3 hahaha
      Estou tentando ser menos medrosa agora e a fugir mais da zona de conforto, por mais que eu esteja ficando mais quieta na minha nesses dias. Sempre temos que melhorar e dar o melhor de nós!
      Beijos flor!