Uncategorized
15 de junho de 2015
Fala aí galera bacana que ficou um tempinho sem me ver aqui diariamente, tudo bem com vocês? Confesso que senti saudades de ficar na correria na faculdade e aqui também, mas a faculdade está controlada até o presente momento, acho que não precisarei de mais um tempinho para arrumar tudo, pois adiantei muitos posts e vocês merecem mais dedicação e carinho.
Antes de falar sobre esse jogo que está deixando as minhas aulas bem mais divertidas, muito obrigada pelo feedback que o blog teve esses dias aqui mesmo no blog (ok, vocês devem achar que sou retardada agora, mas vai fazer sentido) e na página do Facebook (falei que ia fazer sentido). Eu não divulguei tanto quanto nos meses anteriores, mas a página apresentou um bom número de visualizações, sem falar das 51 pessoas até o momento que estão seguindo o blog e as mais de 300 que curtem a página do Facebook. Sério, muito muito muito obrigada.
Agora chega de agradecimentos e vamos para a ação. Estava eu, linda e quase dormindo e um sábado a noite quando entrei na Google Play, para procurar uma novidade aqui para vocês e dei de cara com esse jogo. Como fã de Tomb Raider, não pensei duas vezes e baixei gratuitamente (melhor frase depois de “eu te amo”, “eu pago sua comida”, “frete grátis” e “desconto de mais de 60%”) e deixei o jogo de molho por dois dias, pois eu iria testá-lo quando tivesse tempo. Quando foi segunda-feira, antes de uma prova, fui testar o jogo, pois se você tem prova para fazer, vá jogar um jogo viciante enquanto devia estar estudando.
Relic Run segue a vibe de jogos endless run, como Minion Rush e derivados, porém apresenta o diferencial de cenas de ação, afinal, jogo da Lara sem tiro porrada e bomba não é jogo da Lara, né galera?
Os gráficos estão muito bons para um jogo de celular, é a adaptação que jogos de Tomb Raider mereciam. Relic Run está disponível para iOS e Android e, como eu já disse, é gratuito.
Somente duas fases estão disponíveis até o momento, que é a selva e o deserto. Lara se aventurou nesses locais a procura de Carter, que deixou pistas e relíquias para trás.
O post de hoje foi este, espero que vocês gostem. Se vocês gostaram, deixem seu comentário aí embaixo, mostrem para o pessoal o jogo e se conectem no blog com o Google Friend Conect para receber mais informações de mais postagens 😀
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*