Uncategorized
27 de fevereiro de 2015
PRÓLOGO
Olha, não sei como começar isso.
Acho que começarei falando as coisas clichês que todos
falam no começo de uma coluna nova em um jornal ou revista: as pessoas se
apresentam.
Bom, vamos lá. Sou Lorena Debet, tenho 25 anos, sou formada
em jornalismo pela UFMG e atualmente exerço profissão em uma nova coluna do
jornal Estado de Minas, um dos maiores jornais de Minas Gerais.
É, eu acho que começar assim está bom.
Mas aí é que vem o motivo pelo qual eu fui contratada: escrever conselhos.
Acredito que, quando alguém precisa de algum conselho para
a sua vida, a pessoa não quer ouvir as famosas palavras e um “vá em frente e
enfrente” depois. Acredito que vocês procuram um conselho de verdade, com
experiências de vida e o que a pessoa fez, para que você tire a sua própria
decisão e trilhe a sua história. Quando você pergunta “o que eu faço agora que
ele terminou comigo?” você não espera a resposta que todas as suas amigas que
parafrasearam a música da Kelly Key vão te dar, que é “arruma outro que você
esquece”.
E é por isso que eu resolvi tirar um tempo para contar a
minha história. Acho que vocês devem saber que as coisas em nossa vida sempre
acontecem quando algo maior está por vir. Sim, acredite em mim. A vida não é
uma droga e que tudo vai dar errado.
Eu achei que eu estava com uma vida certeira. Havia passado
boa parte da minha vida aqui em Belo Horizonte, vez ou outra eu ia viajar para
a praia ou para o interior, eu tinha um namorado que me amava e que eu estava
certa de que íamos nos casar, assim como eu tinha certeza que continuaria no
meu emprego antigo.
Em algum dia de janeiro, eu descubro por meio do Whats App
que meu namorado era noivo de outra mulher enquanto estava comigo. E, no mesmo
dia, eu sou demitida do meu emprego promissor.
A todas as minhas amigas que estão lendo isso nesse exato
momento: muito obrigada por não desistirem de mim. Do jeito que eu me imaginei
que eu estava, vocês foram verdadeiros anjos por me aturarem daquela forma, tão
pacientes comigo e querendo me ajudar a superar, mas todas vocês me falaram uma
coisa que eu levei para frente: “levanta a bunda da cadeira e vai viver a sua
vida”.
E eu realmente fiz isso. Quero dizer, quantas vezes você
tinha certeza de alguma coisa, pessoas confiaram em você para você conseguir
fazer aquilo e, no final, deu tudo errado? Bom, a maioria de vocês deve estar pensando
que aconteceram três ou quatro situações assim, não é? Comigo, essa situação
acontece toda vez que eu boto fé em alguma coisa. Foi assim com meu emprego e
fui demitida. Foi assim com meu namorado e, bom, hoje ele é o meu ex. Mas,
sempre que acontece uma coisa ruim, outras coisas boas tendem a acontecer…
Certo? Então não me leve a
mal, me leve à França
. Na verdade, nem precisa me levar, eu fui sozinha.  
E aí, quer saber mais? Semana que vem estarei aqui,
contando para vocês sobre o que aconteceu. 
– Lorena Debet, que ainda está
se acostumando com o fato de que trabalha em um jornal que sempre quis
trabalhar.
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Chrys Arte

    28 de fevereiro de 2015

    Adorei seu post, bjs
    http://artenaturalle.blogspot.com.br/

  2. Giovana Soares

    28 de fevereiro de 2015

    Oii, tudo bem?
    Eu adorei esse Prologo, tenho certeza de que a continuação vai ser incrivel.

    http://www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

  3. Dryh Meira

    28 de fevereiro de 2015

    Oiee ^^
    Gente, adorei o final desse prólogo, de verdade. É raro encontrar pessoas que passam por coisas assim e ainda conseguem "levantar a bunda da cadeira e viver a vida", então gostei bastante da Lorena. Quero saber o que aconteceu depois.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    • Juliana Piquerotti

      3 de março de 2015

      Olá.
      Haha obrigada! Eu estava passando por uns problemas e pensei em escrever sobre isso.

  4. Celly Nascimento

    1 de março de 2015

    Oie!
    Não entendi muito bem. Lorena é a nova colunista do blog? Se sim, seja bem vinda! Ou então ela foi uma personagem que você inventou no prólogo? Socorro, estou confusa!
    Mas tenho de falar sobre o texto em si: me lembrou muito a narração de Percy Jackson. Não sei se você que escreveu gosta da série, mas tem a mesma interatividade com o leitor e um humor ácido. Achei brilhante! Aguardo o primeiro capítulo.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    • Juliana Piquerotti

      3 de março de 2015

      Olás!
      Não, a Lorena é uma personagem (talvez um alter ego da minha humilde pessoa) de uma web série que eu estou escrevendo e pretendo lançar no blog (e, quem sabe, até publicar). Adoro a narração de Percy Jackson por causa do envolvimento com o leitor e é algo que, infelizmente, poucos autores fazem.
      Obrigada pelo comentário 😀

  5. Pah

    2 de março de 2015

    Só pelo prologo a gente já percebe o potencial da obra 😉
    Parabéns

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

  6. Karen Melo

    2 de março de 2015

    Preciso de uma continuação PRA ONTEM! hahahaha
    Adorei o post!
    Beijos
    http://www.clubedas6.com.br

    • Juliana Piquerotti

      3 de março de 2015

      Obrigada flower :3
      Para ontem não garanto, mas para sexta a postagem já está programada haha 😀

  7. Brubs.

    8 de março de 2015

    Muito bom!!! Esse prologo já da para perceber o quão bom vai ser. Sem falar que a Lorena, me atrapalhou, é um personagem, mas pareceu auto biografia kkkk
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

  8. Italo Teixeira

    8 de março de 2015

    Oi Juh, tudo bem?
    Garota, adorei viu!
    Sua escrita é leve e gostosa de se ler, o livro parece ser bem legal e só tenho uma coisa e lhe dizer: publique logo mais!!!

  9. Suelen Fernandes

    23 de março de 2015

    Olá!
    Adorei o prólogo.
    Parece que a escritora está conversando diretamente com você. Tenho certeza que a continuação vai ficar melhor ainda.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

  10. Biazinha

    24 de março de 2015

    Adorei o prólogo e a personagem com humor ácido,fico imaginando como será a continuação… Já me conquistou…

    bjsss

    Apaixonadas por Livros