Uncategorized
2 de dezembro de 2015
Produtora: Crystal Dynamics 
Editora: Square Enix 
Designer: Mike Brinker 
Escritora: Rhianna Pratchett 
Compositor: Bobby Tahouri 
Motor: Crystal Engine (melhorado) 
Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One 
Sinopse: Dispondo de momentos épicos com muita ação, Rise of the Tomb Raider traz para você uma aventura cinematográfica de sobrevivência, em um dos mais belos e hostis ambientes da Terra, onde irá se juntar a Lara Croft em mais uma expedição para procurar o segredo da imortalidade.

-xx-
Fala galera que me visita e que me acompanha, tudo bem com vocês? 
Estou aqui hoje com a resenha do novo game da minha franquia favorita: Rise of The Tomb Raider. O jogo começa com Lara e seu amigo Jonah escalando montanhas na Sibéria, com a finalidade de chegar até uma cidade antiga, porém ocorre uma tempestade e Lara é atingida, caindo logo em seguida.  
Ao cair, você joga com a Lara de duas semanas atrás (tempo do jogo), atrás de segredos na tumba do profeta e encontrando o seu inimigo do jogo: a ordem da Trindade, que também está atrás da Fonte Divina, artefato que cura doenças e traz a imortalidade. 
Você pode jogar em quatro níveis de dificuldade, que eu chamo de fácil, médio, difícil e fodeu. A jogabilidade do jogo ficou incrível, com lutas bem intensas e puzzles muito bem elaborados. Outra coisa que ficou muito bem trabalhada no jogo é a personalidade de Lara, e nós entramos dentro de seus pensamentos e sofremos junto com ela. Os gráficos do jogo estão perfeitos, parecem coisa de cinema (olhem o trailer, para vocês terem noção de como está lindo). 
O jogo é muito extenso e conta com missões opcionais e tumbas de desafios que também são opcionais e que dão recompensas para melhorar as habilidades de Lara durante o jogo. Se você não jogar nada opcional, ficando focado somente no jogo (sem morrer, obviamente), você encerra o jogo depois de aproximadamente oito horas. Mas se você é como eu e morre a cada nano segundo do jogo e é curioso para desbravar tudo, separa ai 48 horas de jogo direto hahaha. 
Sou muito fã da franquia de Tomb Raider e Rise of The Tomb Raider não me desapontou hora nenhuma, conseguindo me prender por muito tempo e com certeza vai me prender mais ainda nas férias, pois vou concluir 100% esse jogo. 
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*