Uncategorized
21 de janeiro de 2015
Quando você tem o coração partido pela primeira vez, acha que nunca vai superar, fica chorando nos cantos e começa a pensar em como as coisas dão somente errado em sua vida. E geralmente o dia que seu coração é partido acontecem muitas outras coisas ruins, como uma nota baixa na faculdade, uma amiga que não era tão amiga sua, briga com familiares e por aí vai. Você começa a duvidar quando dizem que você vai superar isso tudo, diz que nada vai ficar bem, começa a achar que a sua vida vai só ir para baixo e começa a chorar ao ver propaganda de margarina, vendo aquela família feliz e se enche de pensamentos negativos, como “eu nunca terei uma família feliz” e coisas do tipo. Sei como é, é difícil. Mas o que não é? Imagina se tudo fosse fácil? Seria, bom, seria fácil, mas nem tudo o que é fácil é bom. Sabe o que vai te ajudar e vai te dizer coisas que você nunca imaginou que seriam ditas? O tempo. Ele é a chave de tudo. Eu era jovem quando partiram o meu coração pela primeira vez. Doeu? Claro que doeu. Fiquei triste o resto do dia. Fiquei deitada na minha cama, mofando e chorando. O dia seguinte era um sábado. Cansada de ficar na cama, peguei um papel e uma caneta e, quando reparei, eu já tinha três ou quatro músicas escritas. Sem falar nos textos, os quais eu desabei e falei um tanto de merda romântica que, acho que se eu os lesse hoje, vomitaria. Sem contar que hoje eu olho para trás e penso: eu escrevi música e sofri por isso? Então, se você está lendo esse texto e está passando por um tempo de coração partido, keep calm and carry on! Por mais clichê que seja essa frase, o tempo cura, ele sabe o que faz. E vai chegar um dia que você vai olhar para trás e pensar assim como eu: eu realmente sofri por isso?
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*