Uncategorized
27 de maio de 2015
Giro o copo de plástico que contém café. Observo o líquido quente bater na borda do copo, assim como uma onda bate em rochas na praia. Isso fez-me lembrar… Qual foi a última vez que fui à praia? Não me recordo muito bem. Bebo um pouco do líquido quente que desce, por incrível que pareça, suavemente. Brigo mentalmente com a recusa infinita do computador para me deixar fazer o trabalho da faculdade para hoje. Penso em fazer à tarde, mas estou sem meu notebook e preciso ler mais textos para mais trabalhos durante a tarde. Bebo mais um gole. Abro meu horóscopo e finjo entender a “Lua em Virgem” e a “Lua em Libra”. Nem sei o porquê de ler isso. Não acredito em previsões diárias. Sou do signo de câncer e admito que os “aspectos gerais de cada signo” combinam comigo, mas não o horóscopo diário ou mensal. O anual pode até acontecer, já que leio no começo do ano e a duração nele em minha mente é até o dia 31 de janeiro. Não, meu caro horóscopo, não acredito que o céu está reservando um amor para mim hoje. Observo meu copo que está sem café. Levanto da mesa e coloco mais café com açúcar. Bebo tudo de uma vez, com a finalidade de acordar e de fazer algo de útil nessa manhã. Não deu muito certo. Pois é, acho que meu sangue já está acostumado com as minhas doses de cafeína para segurar o dia. 
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Karen Moraes

    27 de maio de 2015

    Você escreve muito bem ♥ Me identifiquei com esse texto !
    Te indiquei pra responder uma tag lá no blog, se quiser: http://caramelo-rosa.blogspot.com.br/