Uncategorized
9 de abril de 2015
Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. dentro, ele descobre várias fitas cassetes. o garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

-xx-
Fala galera, tudo certo?
Eu fiquei pensando sobre qual livro eu ia fazer uma resenha, fiquei pensando em muitos livros que estou lendo e que li, eis que, no arquivo do meu tablet, encontrei 13 Reasons Why (Os Treze Porquês, em português) e comecei a reler o livro. Então pensei “poxa, vamos lá com ele mais uma vez”.
Depois da aula, Clay Jensen encontra uma caixa de sapatos que contém um mapa e treze fitas.

Olá, meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo. (…) Espero que vocês estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se estiver escutando estas fitas você é um dos motivos.

Ao ouvir as fitas, Clay não acreditou que era Hanna, já que a garota havia se matado e ele era um dos motivos para o fim trágico da garota.

Quando terminar de ouvir os treze lados – porque há treze lados para toda história – rebobine as fitas coloque-as de volta na caixa e repassa-as para quem vier depois da sua história. E você, que é o ferlizardo número treze, pode levar as fitas direto para o inferno.

Os Treze Porquês foi um dos melhores livros que eu li no ano passado, pois ele me prendeu do início ao fim. Por mais que a temática seja pesada e muita gente evite ler essas obras, por acharem que “é muito depressiva” ou que serão narradas situações bem pesadas, mas o livro só fica mais triste no final, quando todos os motivos foram ditos por Hanna e ela toma a decisão de tirar a própria vida. O livro te prende do início ao fim, você entra na história de Hanna e participa dos pensamentos de Clay, sabendo dos sentimentos do garoto pela garota.

Quantas vezes, depois da festa, eu fiquei parado bem aqui, quando Hannah ainda estava viva, pensando que minhas chances com ela já eram? Pensando que eu tinha dito ou feito alguma coisa errada. Com medo demais de conversar com ela de novo. Medo demais de tentar. E, aí, quando ela morreu, as chances desapareceram para sempre.

Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Rízia Castro

    13 de abril de 2015

    Esse é um dos livros que está na minha meta! Desse ano não passa!
    Apesar da temática meio triste, fico feliz em ver você dizer que vale muito a pena!

    Beijinhos
    Rizia – Livroterapias

  2. Aline – Literalizando Sonhos

    14 de abril de 2015

    Olá!
    Quero muito ler esse livro!
    Apesar de um assunto delicado, acredito que deve ser uma ótima história!
    Quero muito saber o conteúdo das fitas!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

  3. Giovana Soares

    15 de abril de 2015

    Oii, tudo bem?
    Eu sempre tenho visto otimas criticas a respeito desse livro, por minha parte não resta nenhuma duvida que esse livro é maravilhoso, e com certeza está na minha lista de desejados.

    fonte-da-leitura.blogspot.com.br

  4. Fernanda Bizerra

    20 de abril de 2015

    Oiee.

    Não li este livro, mas estou bem curiosa para conhecer um pouco mais da trama. Acredito que gostei demais

    Beijos Fê :*

    http://www.amorliterario.com

  5. Moara

    22 de abril de 2015

    Não conhecia o livro.
    Agora eu quero muito.

    Café com Letras

  6. Livros Encantos

    22 de abril de 2015

    Ola a capa está linda, porém o tema do livro , ao falar dos motivos para cometer tal ato, devem ser bem trabalhados para não ficar algo superficial , pois estamos falando de suicídio. Deixarei anotado a dica. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

  7. Leitor Sagaz

    26 de abril de 2015

    Com certeza esse enredo não me atrai, sou meio avesso a ler coisas depressivas ou que lembrem algo parecido, sei que nem toda a história terá essa pegada, mas para mim não rola.
    Esse vou deixar passar viu.

    Abraço,
    Diego de França
    http://www.leitorsagaz.com.br