Uncategorized
11 de fevereiro de 2016
Título: Feita de Letra e Música
Autora: Adrielli Almeida
Editora: Matrix
I.S.B.N.: 9788582301616
Páginas: 244
Ano: 2015
Sinopse: Quando a maré de problemas aparece na vida de Lívia Bonjardim, vem com força total. Olha só: para começar, é ano de vestibular. Seu professor de História despertou o interesse da mãe de Lívia. Que coisa! Quer mais? O pai quer que ela se aproxime da meia-irmã mais nova, obrigando Lívia a usar um vestido rosa e ir a uma festa de quinze anos. Pensa que acabou? Na internet existe um blog chamado Believe, que é sucesso com centenas de meninas. Só que ninguém sabe de quem é esse site famoso. Mas o mundo poderá saber, se descobrirem o caderno que Lívia perdeu com diversas informações pessoais: as letras de músicas que ela escreveu, um monte de textos, todas as informações do blog. Você vai se apaixonar pelo desenrolar dessa história.

-xx-
Oi galera 😀 Tudo bem com vocês?
Estou aqui com mais uma resenha linda para vocês, de um livro que eu acabei de terminar de ler (agora mesmo, tipo: quarta-feira, dia dez de fevereiro de 2016 às 15:15 terminei e 15:22 comecei a fazer essa resenha) e vou aproveitar que está tudo fresco antes de encaminhar o livro para a outra blogueira.
Quando a Adrielli colocou em um grupo no Facebook que queria blogueiras para fazer a book tour desse livro, eu logo me inscrevi por causa do título da obra, porque eu achei a minha cara (e minha mãe confirmou). Para quem me conhece, sabe que é um pouco raro eu me interessar por romances mais jovens porque eu gosto de ação, de aventura, de fantasia, de livros que, se você espremer bem sai até umas gotinhas de sangue.
“- Estou fazendo isso por amor! (…) Amor pela música“. (p. 90)
O livro tem uma narrativa em primeira pessoa pela protagonista Lívia Luna Bonjardim, uma estudante do último ano do Ensino Médio que tem um blog chamado Believe. O blog é anônimo e os leitores conhecem a autora como Garota Believe e, com o passar do tempo, o blog foi tomando uma proporção gigante com o passar do tempo e muitas meninas pedem conselhos para a Garota Believe
“A pergunta que fica é: como sabemos que fizemos as escolhas certas?” (p. 172)
As anotações e rascunhos de postagens do blog, assim como login, senha e outras informações, estão em um caderno que Liv leva para todos os lugares, incluindo a festa de 15 anos de sua meia-irmã, Arabela. Porém, nessa festa, acontece um pequeno inconveniente: a garota perde o seu caderno, que contém tudo. 
“- Se o ‘para sempre’ não existe, o que temos? (…)
– O agora.” (p. 92)
E, como se não bastasse estar sem seu caderno, Liv começa a viver uma forte emoção ao se apaixonar à primeira vista (podem negar que não foi, mas eu senti o cheiro de clima) por Zacharias, o irmão de sua melhor amiga Vivi. Zacharias é o guitarrista da banda Macaco Estripador, que, com a ajuda da blogueira, entra para o festival de música WJK, de bandas de garagem. Porém, o que Lívia não esperava é que a pessoa que está com seu caderno também tem uma banda e usou as letras da Garota Believe para entrar no concurso e se classificar. E o pior: quem comanda a banda é Nico, um garoto que rejeitou na festa de Arabela e que faz uma proposta, pedindo para que Liv continue escrevendo músicas para a banda Sete Céus ou ele revelaria a verdadeira identidade da Garota Believe.
Você foi embora e levou minha alegria junto
Arrastou com você meu sol” (p. 131)
A obra me pegou de jeito, tanto que eu li tudo em cerca de um dia. Eu havia lido um capítulo no ônibus e deixei o livro um pouco de lado, mas voltei e não larguei mais. A narrativa de Liv é super divertida, pois ela conversa com o leitor ao mesmo tempo que narra a história. O enredo flui, não é uma coisa que sai arrastada ou que fica chato no meio do caminho. Adrielli conseguiu prender muito a minha atenção (e olha que em um romance isso é um pouquinho difícil) com frases lindas que vemos no livro e com um final que nos deixa desejando por mais. 
“Com a esperança de que você saberá o que fazer no momento certo, 
Believe” (p. 208)
Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Adrielli

    11 de fevereiro de 2016

    MENINA, PARA TUDO!(!!!!!!!!!)
    Que resenha mais maravilhosa! Tô J O G A D A no chão!!! Fico tãoooo feliz que tenha gostado! <3
    Obrigada pela parceria, Ju!!!!
    E #vemlivro2! <3

    • Juliana Piquerotti

      12 de fevereiro de 2016

      Olá!
      Awn *-* Que bom que você gostou da resenha <3 Fico feliz e #vemlivro2 mesmo haha <3

  2. Bryan Souza

    29 de março de 2016

    Adorei a resenha. Vi recentemente uma resenha de um livro com a história um pouco parecida, Garota Online.
    http://www.itsbry.com.br

    • Juliana Piquerotti

      3 de abril de 2016

      Olá Bryan!
      Que bom que gostou da resenha :3
      O livro "Garota Online" não me despertou muito interesse, mas quem sabe eu não leia em uma leitura futura? Obrigada pela indicação e pelo comentário :3

  3. Amanda Moresco

    4 de outubro de 2016

    Parece ser bem emocionante de ler. Gostei da resenha!