Uncategorized
16 de agosto de 2015
“Yeah, we did it, let’s leave this imprint 
Just finished writing, this is The Pinkprint” 
Fala galera, tudo certo?
Estou aqui com uma resenha diferente de certa forma: o álbum The Pinkprint, da cantora Nicki Minaj. Eu resolvi fugir da minha zona de conforto que é o pop, pop/rock e dance pois fugir da zona de conforto é muito importante e podemos nos surpreender positivamente, assim como eu fiquei ao ouvir o álbum.
All Things Go é a primeira faixa do CD e apresenta uma batida mais R&B no início e, mais tarde, apresenta uma batida mais Hip Hop. Achei a música bem tranquila e excelente para ouvir durante uma viagem.
A segunda faixa é uma das minhas favoritas, que é I Lied. A letra é maravilhosa e combinou de uma forma tão harmônica com a voz da Nicki na parte do R&B e do Hip Hop, uma mistura que ficou bem bolada no CD e combinou lindamente.
A terceira música é a incrível The Crying Game, que conta com a participação de Jessie Ware. Sério, eu estava ouvindo a música e o adjetivo que mais caracteriza a música é incrível. A presença do Hip Hop é mais reforçado e muito mais trabalhada.
Com músicas compostas pela própria Nicki e uma batida mais madura e mais forte, o CD The Pinkprint tem tudo para ser um dos melhores álbuns que eu ouvi esse ano. Eu deixei muito tempo o CD de molho por causa de Anaconda (que eu gostei, mas julguei que o CD teria várias músicas no mesmo estilo), mas o álbum é incrível.
A minha faixa favorita é, sem dúvidas, a fofa Grand Piano. A melodia é mais suave e não poderia ter sido uma melhor escolha para a música de encerramento do CD, que, ao meu ver, tem que ser marcante. Fugindo do Hip Hop, a música é um R&B fofo, que dá vontade de tocar no piano.

Comentários Facebook
Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. Wesley Borges

    16 de agosto de 2015

    Eu adoro a Nicki, sou fã e acompanho o trabalho dela desde 2010 e eu também estou super nessa vibe The Pink Print porque mesmo eu amando todas a músicas dela ultimamente estou curtindo mais as do The Pink Print por serem muitos mais trabalhadas e terem conteudo ou contarem uma história que é o casa de All Things Go e Grand Piano meus dois maiores vícios depois de Up in Flames do The Pink Friday: Roman Reloed e The Crying Game que é a que estou mais viciado no momento. Bye!