Melhores do mês
30 de junho de 2017

Mais um mês está se acabando e julho (mês do meu aniversário; quero bolo) está chegando! E aí, todo mundo animado com o famoso “mês das férias”? Espero que dê para eu fazer mais coisa do que em junho, porque olha… O mês foi complicadinho para sobreviver.

Série: Dear White People

Eu gosto muito de séries que nos fazem refletir sobre as nossas atitudes e na hora que eu li sobre a premissa de Dear White People eu quis assistir. A série retrata muito o racismo nas universidades americanas. Em cada episódio da série o foco é em um estudante e mostra como ele vive com a discriminação. A série com certeza vai abrir os olhos de muita gente e é uma das séries que dá vontade de ver até cansar!

Game/App: Friday 13th

Se você é fã de jogos de terror e quer jogar com seus amigos, Fiday the 13th é uma excelente pedida. O jogo consiste em você sobreviver, junto com seus amigos, do serial killer (Sucrilhos Kellogs, brinks) Jason. Para fugir, você deve arrumar o telefone para ser resgatado pela polícia, arrumar um dos carros ou arrumar o barco. Fácil? Não. A medida que o jogo passa, Jason vai ganhando habilidades que facilitam a encontrar o pessoal. Ah: e a escolha de quem é Jason é aleatório pelo jogo: você vai selecionar com qual sobrevivente e qual Jason quer jogar, mas só na hora da correria que você descobre. A única coisa que eu não gostei muito do jogo é que os mapas são repetitivos, não tem muitas funcionalidades e o preço do jogo (R$ 70,00 na Steam) é bem caro para a pouca coisa que o jogo oferece no momento.

Livro: O jogo da verdade, Kezia Martins

A Kézia perguntou, em uma postagem no Facebook em um grupo que eu participo, quem gostaria de ler a obra dela e eu, depois de saber que a narrativa era bem do jeitinho que eu gosto, um suspense com romance, falei: coloca meu nome na lista. E este mês, como eu fiquei muito atarefada por conta do TCC, mal tive tempo para ler. Em breve a resenha do livro será postada aqui no blog.

Filme: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Harry Potter comletou 20 anos e nós comemoramos como? Assistindo todos os filmes pela milionésima vez, claro! Como este mês foi muito corrido para mim, peguei o meu favorito da saga e assisti e, sem dúvidas, foi o melhor que eu vi este mês. Sim, eu só vi filme bem besteirol este mês ou filme que eu achei bem ruim. Acredito que, mesmo se fossem filmes bons, iriam perder para o Snape protetor e a aparição do Sirius.

Site: satty.tv

Já indiquei aqui no blog o canal Pense Geek e, agora, a Satty veio com um blog! Nele, ela fala sobre jogos, beleza, produtinhos, cosplays e muito mais, não deixem de conferir!

Álbum: All is vanity, da Christina Grimmie

Após a morte da cantora no ano passado, a família da Christina disse que lançariam as músicas da cantora aos poucos e, no dia 10 de junho, dia que completou um ano do falecimento da Christina, All is vanity foi lançado. As músicas tem uma onda mais pop que me lembrou muito o estilo dela no EP Side A. Gostei muito da música, em breve farei resenha do álbum aqui no blog para vocês 😀

Anime/mangá: Yu Yu Hakusho

O meu primo me emprestou no começo do ano passado o mangá e eu só li este fim de semana que passou. Super controlada esta menina, não? Mas enfim, o mangá é sobre um menino chamado Yusuke que, ao salvar uma criança de ser atropelada, acaba falecendo. Nisso, uma garota que “verifica” as almas dos que morreram (chamada Botan), diz que a morte dele não iria acontecer agora, que o garotinho só ia se machucar. Nisso, para Yusuke voltar a vida, ele deve fazer boas ações e ajudar as pessoas. Como? Possuindo elas. Gente, é um mangá, se não tem possessão, fofura excessiva ou alguma coisa totalmente estranha, não seria mangá.

YouTube: BRKsEdu

 

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Aleatórios
28 de junho de 2017

O mercado online só vem crescendo ultimamente e isso é fantástico. Nada contra as lojas físicas, mas eu prefiro comprar online em vários sites, pois podemos pesquisar muitos preços ao mesmo tempo, frete e pensamos com mais calma. Sem contar que sou extremamente consumista e invento que eu preciso de 80% do que os vendedores me mostram. Ou seja, o meu pouco dinheiro vai embora. Um dos lugares onde eu mais faço compras é no Mercado Livre, porém vejo muitas pessoas da minha roda de amigos dizendo que não confiam nos vendedores, que eles mandam produtos estragados e eu nunca tive nenhum problema com nenhuma das minhas compras lá. Por isto, resolvi separar aqui cinco dicas para comprar no Mercado Livre!

Atenção: este post não é publicidade. Todas as postagens com publicidade estão marcadas com a tag “publi”.

Vamos às dicas!

1. Reputação do vendedor

Sabe aquele velho ditado “não confie em quem não conhece”? Pois bem, pode ser aplicado aqui. Você muitas vezes não vai conhecer quem está do outro lado da tela vendendo o produto, então como saber se não é golpe? Simples: pela reputação do vendedor. Se eu vejo que o vendedor concluiu as vendas feitas, foi bem avaliado por outros usuários e tem uma boa reputação no site, já terei uma tendência maior a levar o produto dele. Geralmente eu confio mais nas avaliações com os tons de verde.

2. Descrição do produto

A descrição do produto é uma coisa maravilhosa. Nela o vendedor explica mais sobre o objeto, algumas especificações, se ele está em boas condições de uso e muito mais. Sempre confiro se as informações estão bem detalhadas e se as fotos apresentadas são do vendedor ou se foram retiradas do site da marca. Caso não contenha muitas informações sobre a descrição, confiro as respostas.

3. Respostas do autor

Se não tem a informação que você procura na descrição, você tem a opção de ver as respostas do vendedor. Com algumas respostas já no site, a informação pode ser decisiva para a compra.

4. Lojas oficiais

Ainda está desconfiado? Relaxe: algumas marcas tem lojas oficiais no site. Logo, você não precisa comprar com aquele vendedor específico, pode comprar direto da loja.

E aí, o que acharam das dicas? Já compraram no Mercado Livre?

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Games
26 de junho de 2017

Mais um post com curiosidades de jogos para vocês nesta manhã agradável! Hoje o game escolhido é o jogo de terror que já foi resenhado aqui no blog, Until Dawn. E aí, animado para saber mais sobre este jogo?

1. Atores incríveis

Muita gente deve ter associado na hora a Hayden Panettiere (Sam), Rami Malek (Josh) e Peter Stormare (Dr. Hill), porém outros atores bem conhecidos estão presentes no jogo. Meaghan Martin (Jessica),  Brett Dalton (Mike), Galadriel Stineman (Ashley), Noah Fleiss (Chriss), Jordan Fisher (Matt), Nichole Bloom (Emily) e Antonella Lentini (Hannah e Beth) também estão no elenco. Com certeza muita gente já viu a  Meaghan e o Jordan no filme da Disney Camp Rock, a Galadriel como Gwen no filme do Ben 10 e o Brett em Agents of S.H.I.E.L.D.

Nicole Bloom no shortfilm Everyday

2. A história de Victor

Se você coleciona todos os totens do jogo, você libera a história narrada por Victor que revela sobre a morte do avô dele pelo “wendigo chefe” (não sei escrever o nome), sobre a caçada na noite que Beth e Hannah desaparecem e muito mais sobre o personagem.

3. Larry Fassenden

Um dos escritores do jogo é o personagem Victor. “Ok Juki, mas não tem motivo criar uma categoria só para isto”. Realmente não tem. Acontece que o criador do jogo estudou PARA UM CACETE sobre o mito central do jogo, os wendigos. O jogo, inclusive, é uma “adaptação” de um filme que ele dirigiu em 2001.

Veja as outras curiosidades sobre jogos que eu já postei!

4. Ações influenciam o psicólogo (ATENÇÃO: CONTÉM SPOILER)

O papel do psicólogo de Until Dawn é bem elaborado. Já li muitas teorias sobre ele e a melhor delas na minha opinião é uma que diz que as consultas com o psicólogo são o subconsciente de Josh. A medida que avançamos no jogo, percebemos que o psicólogo vai ficando mais agressivo, assim como Josh. A ambientação das consultas também ficam bem mais sombrias e vemos Josh, muitas vezes, sentindo-se culpado.

5. Hayden e a toalha

Hayden Panettiere fez o filme adolescente Eu te amo Beth Cooper e, em um das cenas, ela fica de toalha. O diretor aproveitou a referência em Until Dawn, colocando uma cena em que Sam, personagem da Hayden, corre do maníaco somente de toalha pela casa. Na entrevista do elenco, Hayden até admitiu sobre o fato, ou seja, não é teoria.

E aí, o que acharam das curiosidades? Já sabiam de alguma ou foi tudo novidade? Lembrete que algumas teorias foram vistas no vídeo do Sandman.

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Fala Juliana
23 de junho de 2017

Quando eu lia sobre a crise dos 20 e poucos, achava muita besteira. Afinal, quem, na melhor fase de suas vidas, entraria em crise? Pois é, acho que o jogo virou.

Por muito tempo, um pouco depois de ter depressão e ansiedade controladas, comecei a perceber que o meu humor mudou. Não tenho mais aquela grande paciência que eu costumava ter. Não consigo focar em muitas coisas ao mesmo tempo como antes. Não aguento que me controlem, fico com vontade de chorar. Tenho uma grande incerteza do que eu estou fazendo nos meios profissionais, pessoais, financeiros… Enfim, tenho dúvidas.

Fico presa a muitas coisas que já passaram faz anos. A vontade de ficar na cama só aumenta.

Fico incerta se serei efetivada no meu estágio ou não pois, acima de tudo, preciso de dinheiro. Estou comendo compulsivamente – e o pior: me culpando por isto. Não tenho ânimo para sair aos fins de semana. Afinal, saí a semana inteira, para quê sair aos fins de semana também? Não me recordo da última vez que fui ao cinema me divertir. Também não me recordo da última vez que comi algum doce sem ficar matutando as calorias em minha mente.

E os relacionamentos então? Confesso que nunca tive um relacionamento sério sei lá porque, mas ver pessoas que estudaram comigo há uns nove/dez anos se casando e tendo filhos é extremamente assustador. Será que eu parei no tempo? Ou será que estou destinada a viver para sempre sozinha (sozinha não, pois vou ter uma casa cheia de cachorros)?

Outra coisa que me intriga ou me deixa mais para baixo são os amigos que moram sozinhos. COMO ELES CONSEGUEM SE VIRAR? CARA, EU NEM SEI QUE DIA É HOJE SEM OLHAR NO CELULAR! E eu consigo queimar água de miojo, como vou fazer comida para mim?

Aí pense comigo: todos estes problemas rodeando na minha cabeça e eu ainda tenho que apresentar o TCC amanhã (estou escrevendo este texto dia 18/06/2017). A crise dos 20 e poucos podia esperar mais um tiquinho, não?

Mas ela vem sem avisar. Vem como um tornado e nos espanca. E nós aguentamos, afinal, somos fortes.

Confesso que a única coisa que me conforta é saber que mais pessoas estão passando por isto e que é algo mais comum que gripe no frio. Mas vai por mim: não é algo legal. Só quero que esta crise passe.

Ah e crise dos 20 e poucos: obrigada por me dar inspiração para este post 😉 Indiretamente você ajudou.

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.

Músicas
21 de junho de 2017

Faz muito tempo que não viajo, mas toda vez que eu ligo o carro a primeira coisa que faço é colocar música. Bem mesmo antes de ligar a chave, eu já seleciono alguma música para ficar ouvindo. E, pensando nas músicas que mais escuto para fazer pequenas corridas até o Bethel ou para levar minha irmã à aula, separei uma playlist. No Spotify (este lindo maravilhoso), você pode acompanhar esta e muito mais outras no meu perfil.

E vocês querem ver mais postagens de playlist? Digam aqui para mim e eu vou separar muitas playlists para vocês 😀

Juki

Graduanda em letras e canceriana de 22 anos na identidade, mesmo com cara de 17. Apaixonada por games, música e literatura, viciada em animes e mangás e louca por chocolate.